Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

GTranslate

pten

Opções de acessibilidade

 
Início do conteúdo da página

CORREIO DE CARAJÁS: Museu Tauari - recanto de educação ambiental, preservação e conservação da biodiversidade

Publicado: Quarta, 08 de Junho de 2022, 11h34 | Última atualização em Quarta, 08 de Junho de 2022, 11h34 | Acessos: 197
 

Tauari também é o nome do rio que corre no “quintal” da Unifesspa, no Cidade Jardim

O Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no último dia 5, foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972, com o objetivo de chamar a atenção para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais. Em alusão a essa data, o CORREIO DE CARAJAS preparou uma série de três reportagens sobre iniciativas da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) relacionadas à educação ambiental, conscientização e preservação do meio ambiente.

Em uma visita à Unidade III do Campus Unifesspa, em Marabá, a Reportagem conheceu o Museu de Biodiversidade Tauari, coordenado pelo Profº. Drº. Danilo Oliveira.

Em atividade desde 2018, o Museu Tauari nasceu do desejo da comunidade acadêmica de ter um espaço que – além de desenvolver atividades de educação ambiental – fosse abrigo do patrimônio biológico que faz parte da biodiversidade paraense, amazônica e brasileira.


Amostras de cupins e outros insetos podem ser observadas durante a visitação / Foto: Evangelista Rocha

Ao conhecer o acervo, o visitante tem contato com uma pequena parte da diversidade biológica existente não só na região de Marabá, mas do Brasil e até do mundo. É possível, por exemplo, ver e ter nas mãos a vértebra de uma baleia, peça que foi doada pela Universidade Estadual de Santa Catarina.

Dentre as coleções presentes no museu, a didática exerce duas funções. A primeira é voltada para a formação dos alunos da universidade e proporciona o treinamento de futuros biólogos e profissionais de outros cursos. E a segunda função é direcionada para a educação e conscientização ambiental da comunidade.

Alguns dos espécimes capturados por visitantes do museu durante atividade às margens do Rio Tauari / Foto: Evangelista Rocha

O Museu de Biodiversidade Tauari é um espaço que guarda material biológico e patrimônio genético, onde uma boa parte da composição da coleção científica (formada por espécies de invertebrados e mamíferos) é fruto de pesquisas realizadas em unidades de conservação, como a Reserva Biológica do Tapirapé, uma das principais da região de Carajás. As amostras guardadas na instituição fazem parte do legado da fauna brasileira e precisam ser eternamente preservadas.

A visitação do museu é gratuita, sendo necessário agendamento prévio.

O QUE É BIODIVERSIDADE?

Biodiversidade é o termo usado para descrever a pluralidade e abundância biológica dos seres vivos existentes. Seu conceito mais conhecido foi definido pela Convenção sobre a Diversidade Biológica (tratado internacional multilateral assinado no Brasil durante a Rio-92), onde biodiversidade é definida como “a variabilidade de organismos vivos de todas as origens; compreendendo, dentre outros, os ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos de que fazem parte; compreendendo ainda a diversidade dentro de espécies, entre espécies e de ecossistemas”. (Luciana Araújo)

registrado em:
Fim do conteúdo da página